Sign up for our Newsletter for lots of free content and information about our events…

* indicates required
Close
Espiritualidade Integral Evolucionaria, Comunidade e Sustentabilidade
Teresa Leite

Ouvi falar pela primeira vez do projecto Despertar a Vida no final do ano passado quando o meu companheiro Ricardo me bombardeou a caixa de email com todos os links do Site “Awakened Life Project”. Ele sim já anda há muito tempo neste caminho da espiritualidade e a tentar viver uma vida mais gratificante individualmente e à procura de um propósito maior, coisas que nunca me preocuparam significativamente. Claro que sempre pensava que gostava de saber o que andamos todos nós “aqui” a fazer e sempre tentei viver uma vida consciente e procurara ser sempre uma pessoa melhor, evoluir constantemente. Mas não desta forma profunda e tão determinada…Fiquei admirada com os testemunhos que li no website das diversas pessoas que passaram pela Quinta e tudo aquilo deixou-me muito curiosa…

Em Dezembro conheci a Cynthia, o Pete e a Laura numa Palestra de Permacultura que deram no Quintal Bioshop no Porto, tudo pela curiosidade exasperante que o meu companheiro tinha de os conhecer. E tudo começou aí. Em Janeiro, fiz um fim de semana de meditação com o Pete em Casa da Ervas Silvestres. Já tinha feito várias vezes meditação, em casa ou até mesmo num Vipassana que fiz de 10 dias, mas agradou-me a forma despreocupada e sem objectivos como o Pete conduz a meditação.

Deixar tudo ser como é sem relação com pensamentos ou sentimentos, mas com o propósito de “Querer ser livre mais do que qualquer outra coisa”. Pois nesta parte eu tinha muitas dúvidas…Felizmente sempre me considerei um ser “livre” do ponto de vista de poder escolher o tipo de vida que quero para mim, o local onde a vivo e as pessoas com quem as partilho, mas sempre achei que havia coisas na nossa vida que não necessitavam de ser assim tão fáceis, até deveriam ser “obrigatórias” ou forçadas para lhes darmos o devido valor, sempre pensei que o nosso condicionamento tinha uma razão de ser. Achava que essa frase ficava muito reduzida em termos de eu não me conseguir identificar com ela, porque enfim eu não a entendia de todo.

Até que chegou a altura já há muito tempo esperada pelo Ricardo de ir passar uma semana à Quinta…

Decidi ir com ele e perceber até que ponto aquele modo de. viver poderia ser o nosso num futuro próximo, mas acima de tudo senti que havia algo que me puxava mais forte que qualquer coisa…

Os dez dias voaram e sinto que passou muito mais do que uma semana. Todos os dias foram recheados de muito mas nem sempre de tarefas que a vida de campo obriga. Desde que cheguei ouvi testemunhos de mestres espirituais a falarem sobre a importância dos seus mestres nas suas vidas, num dia meditei durante 10 horas, noutro desfiz uma estufa onde tive de cavar uma vala a toda a sua volta e reorganizar o seu recheio, outro passei um dia em silêncio com tarefas várias como apanhar cocó de burro, dá-lo às galinhas para selecção, partir galhos de ramos de oliveiras, partilhá-los com os burros, noutro fui ao mercado local comprar mercearia para preparar a chegada de um grupo de 10 pessoas para o curso de permacultura.

Para uma rapariga da cidade como podem imaginar….fiz mais coisas do que me lembro, tudo isto com a envolvente perfeita: um vale repleto de verde e azul, cheiros saudáveis e diversificados para todos os gostos, música composta pela natureza – os pássaros, o vento, o riacho, as quedas de água…

A minha ligação com a natureza estabeleceu-se de forma imediata e a sensação que o Universo está em sintonia com tudo e todos instalou-se em mim de forma muito natural. O meu coração abriu-se e nada mais teve importância. Aqui não há problemas e muito menos problemas sem soluções, as pessoas somos nós todos juntos num só e os nossos medos e inseguranças são os mesmos de toda a gente…

Viver em comunidade é uma coisa, o que se faz na Quinta da Mizarela é muito mais. Estarmos conscientes do nosso eu a todos os níveis, alimentarmo-nos correctamente, exercitarmos o corpo e não deixarmos o nosso ego dominar a nossa mente são coisas normais e frequentes por aqui. E aqui encontrei o apoio que muitas vezes não encontro na minha família, pude ser eu mesma todos os dias e não precisei de utilizar máscaras com ninguém. O todo é uma constante e o conceito de estarmos e sermos seres individuais perde o sentido quando se vive assim.

Creio que senti algo que já há muito tempo não sentia, se é que alguma vez senti, o facto de me sentir completa e unida com o Universo. Senti esse Universo reunido na sua totalidade na quinta…e aqui pela primeira vez percebi o que quero para mim: ser livre mais do que qualquer outra coisa! Viver uma vida consciente e livre. O caminho é longo, os desafios serão muitos mas o essencial está aqui comigo agora e acredito que para sempre. As opções que tomamos na vida não interessam mais, porque, de qualquer forma, o caminho irá levar-me sempre ao mesmo fim….a liberdade!

Subscreva a nossa newsletter

Sobre o projecto

O Projeto Vida Desperta está situado em uma reserva ecológica bela e selvagem nas montanhas Central Portugal. Oferecemos programas de voluntariado, cursos, eventos e retiros para apoiar a libertação do espírito humano em um contexto de emergência evolutiva e comunhão com a rede ecológica da vida.

Contactos

Quinta da Mizarela
3305-031 Benfeita
Portugal

info@awakenedlifeproject.org
Facebook Page
Twitter
Youtube Channel

Subscreva a nossa newsletter